Webmin – Gerenciador de Servidores Linux [Instalação]

O Webmin é um daqueles softwares livres que você nem acredita que é gratuito. Tendo sua primeira versão lançada em 1997, o Webmin é um sistema de gestão de sistemas / servidores Linux. Através da sua interface web é possível realizar muitas configurações nativas do sistema operacional, como a administração de usuários e grupos, gerenciamento de serviços, firewall, interfaces de rede e quotas de disco, além de também ser possível gerenciar uma grande quantidade de serviços terceiros, como o Apache (servidor Web), MySQL, MariaDB, PostgreSQL (servidores de banco de dados), ProFTPD (servidor FTP), OpenSSH Server (servidor SSH/SFTP), Bind (DNS Server), DHCP Server e muitos outros.

Neste artigo, faremos a instalação do Webmin 1.954 no Linux Ubuntu 18.04 LTS Server e no Linux Debian 10, utilizando seu pacote tipo “Deb file” e a a partir do repositório “APT” oficial do Webmin. A instalação também pode ser feita via arquivo “TAR” ou “RPM” (Red Hat ou CentOS).

Instalação no Ubuntu 18.04 via pacote DEB

Inicialmente, recomenda-se atualizar as informações dos pacotes dos repositórios configurados no sistema operacional:

sudo apt-get update

Instale os pacotes essenciais para o correto funcionamento do Webmin:

apt-get install perl libnet-ssleay-perl openssl libauthen-pam-perl libpam-runtime libio-pty-perl apt-show-versions python unzip apt-transport-https

Baixe o Webmin usando wget:

wget http://prdownloads.sourceforge.net/webadmin/webmin_1.954_all.deb

O link acima pode variar de acordo com a versão do Webmin por isso, recomenda-se consultar a versão atual em seu site. Para fazer este acesso via linha de comando, use o pacote links: sudo apt install links e, após, links webmin.com. O site abrirá em modo texto e você até baixar os pacotes por ele.

Instale o Webmin usando o dpkg:

dpkg -i webmin_1.954_all.deb

Aguarde o processo de instalação. Note (figura abaixo), que será exibida a informação que você poderá logar no sistema através do endereço https://ip-do-servidor:10000. Use os usuários do sistema operacional para acessar o Webmin.

Instalação do Webmin via arquivo .deb
Interface de login do Webmin
Tela inicial do Webmin: dashboard de informações do sistema

Instalação no Debian 10 via repositório APT

Assim como na versão DEB, inicialmente, recomenda-se atualizar as informações dos pacotes dos repositórios configurados no sistema operacional:

sudo apt-get update

Instale os pacotes essenciais para o correto funcionamento do Webmin:

apt-get install perl libnet-ssleay-perl openssl libauthen-pam-perl libpam-runtime libio-pty-perl apt-show-versions python unzip apt-transport-https gnupg

Adicione o repositório do Webmin no sistema operacional:

echo "deb https://download.webmin.com/download/repository sarge contrib" >> /etc/apt/sources.list

Adicione a chave GPG (GNU Privacy Guard) do repositório do Webmin:

cd /root
wget https://download.webmin.com/jcameron-key.asc
apt-key add jcameron-key.asc

Atualize a lista de informações dos pacotes (agora com o novo repositório):

sudo apt-get update

E, por fim, instale o Webmin:

sudo apt-get install webmin -y

Aguarde a informação que você poderá logar no sistema através do endereço https://ip-do-servidor:10000. Use os usuários do sistema operacional para acessar o Webmin.

Instalação no Ubuntu ou Debian via arquivo TAR

Como citado, o Webmin também pode ser instalado “manualmente” através do seu arquivo compactado “.tar.gz”. Neste exemplo, iremos instalar o Webmin, via arquivo tar.gz, no Debian 10.

Identificando o sistema operacional e seus detalhes:

cat /etc/issue;uname -a
Debian GNU/Linux 10 \n \l
Linux slash 4.19.0-10-amd64 #1 SMP Debian 4.19.132-1 (2020-07-24) x86_64 GNU/Linux

Baixando o Webmin (como citado acima, este link pode variar de acordo com a versão do Webmin):

wget http://prdownloads.sourceforge.net/webadmin/webmin-1.954.tar.gz

Copiando o arquivo baixado para o diretório opt:

sudo cp webmin-1.954.tar.gz /opt

Acessando o diretório opt e descompactando o arquivo:

sudo cd /opt/
sudo tar -xzvf webmin-1.954.tar.gz
cd webmin-1.954

Iniciando a instalação manual do Webmin:

sudo ./setup.sh

Instalação via arquivo “tar.gz”

A instalação solicitará diversas informações (a maioria pode ser alterada posteriormente). Em resumo:

- Config file directory: enter
- Log file directory: enter
- Full path to perl: enter
- Web server port: enter *Padrão: 10000
- Login name: enter (ou entre com um nome de usuário) *Padrão: admin
- Login password: (entre com uma senha para acesso ao Webmin)
- Password again: (repita a senha)
*The Perl SSLeay library is not installed. SSL not available.
A mensagem informa que não é possível configurar o sistema via https,
já que não há nenhuma biblioteca SSL instalada. Você poderá fazer esta 
instalação pelo próprio Webmin posteriormente.
- Start Webmin at boot time: y

A mensagem abaixo confirma o término da instalação e que ele pode se acessado através do endereço https://ip-do-servidor:10000. Use o usuário e senha definidos na instalação para acessar o Webmin.

Webmin has been installed and started successfully. 
Use your web browser to go to http://slash:10000/ 
and login with the name and password you entered previously.

Comandos interessantes  e outras configurações

Para gerenciar o serviço do Webmin no sistema operacional (Ubuntu ou Debian), use os comandos abaixo:

  • Parar ou Iniciar o Webmin: sudo service unifi stop ou sudo service unifi start
  • Reiniciar o Webmin: sudo service unifi restart
  • Conferir o status do Webmin: sudo service unifi status

Os comandos acima também pode ser executados via /etc/init.d:

  • Iniciar ou Parar o Webmin: /etc/init.d/webmin stop ou /etc/init.d/webmin start
  • Reiniciar o Webmin: /etc/init.d/webmin restart
  • Conferir o Status do Webmin: /etc/init.d/webmin status

Para remover o Webmin, use: sudo /etc/webmin/uninstall.sh

Para conferir outras configurações do Webmin, acesse o seu próprio painel de configuração e administração, como ilustrado abaixo:

Painel de administração e configuração do Webmin

Atualização e configuração de módulos e pacotes

O Webmin faz uma varredura no sistema operacional em busca de módulos e configurações e então lista em sua interface um painel de administração e configuração de cada um destes módulos. Quando você adiciona um novo módulo (serviço / pacote) suportado pelo Webmin, como por exemplo o Apache, você pode dar um refresh em seus módulos na interface inicial para que o painel de administração e configuração do novo módulo seja exibido.

Para alguns módulos, que podem variar de acordo com cada distribuição Linux, e em alguns casos não são detectados pelo Webmin, você pode efetuar um ajuste manual nestas configurações. Nesta versão, é o caso do MySQL / MariaDB. O MySQL é um módulo reconhecido pelo Webmin, porém, se no sistema operacional o MariaDB estiver instalado, você precisará buscar pelo módulo MySQL e então informar, manualmente, que o arquivo de configuração do MariaDB é /etc/myqsl/my.cnf e não o /etc/mysql/mysql.cnf (que é o padrão do MySQL), como ilustrado na imagem abaixo:

Config manual do MySQL / MariaDB no Webmin

Feito isso, o MariaDB poderá ser gerenciado normalmente através do Webmin:

Painel de administração do MariaDB no Webmin

Os módulos suportados pelo Webmin podem ser conferidos em seu site oficial. Aqui está a lista de módulos padrão e a aqui a lista de módulos terceiros.

*Com informações de: Webmin – Site Oficial, Webmin – Instalação via Arquivo Deb.

___
Curiosidade: quem me apresentou o Webmin pela primeira vez, lá no início dos anos 2000, foi meu grande colega, fera do Linux e das networks, Rafael Gassner.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.